Vereador evangélico condena invasão de igreja católica em Curitiba: Desrespeito

A intolerância religiosa voltou a ser destaque na Câmara Municipal, na manhã desta terça-feira (15). Desta vez foi o vereador Edvaldo Lima (MDB) que abordou o assunto, citando a invasão praticada por um grupo de pessoas que seriam ligadas ao PT à Igreja de Nossa Senhora do Rosário, em Curitiba (PR), durante uma celebração. Segundou ele, a ação foi comandada por um vereador do Partido dos Trabalhadores.

“Igreja é um local que as pessoas vão para orar a Deus”, afirmou o vereador, que é evangélico, mas saiu em defesa do padre, que que implorava pelo fim do tumulto. O ato, que classificou como irresponsabilidade, foi motivado pelo fato do religioso supostamente ter apoiado um homicida do Rio de Janeiro. “Não somos racistas, defendemos pessoas. Somos todos iguais, perante Deus e a Constituição Federal”, disse Edvaldo Lima. 

O vereador foi enfático ao defender o templo católico como espaço de oração e reafirmou que a sociedade não pode comungar com esse tipo de atitude, independente de onde aconteça. “É um desrespeito inaceitável a invasão de um espaço de oração. Foi em Curitiba, mas poderia ter acontecido em Feira de Santana”, alertou.

Fonte: ASCOM/Feira

Foto: ASCOM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.