Se houver ofensas à Justiça Eleitoral, seremos implacáveis’, diz Fachin sobre ataques de Bolsonaro

O recém-empossado presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, afirmou nesta quarta-feira, em sua primeira entrevista coletiva, que “ofensas injustificadas” à Justiça Eleitoral serão respondidas para defender a lisura do processo eleitoral. A resposta foi dada ao ser questionado especificamente sobre os embates do TSE com o presidente Jair Bolsonaro, que tem feito ataques frequentes às urnas eletrônicas.

— Se houver ofensas injustificadas à Justiça Eleitoral, nós vamos responder e seremos mesmo implacáveis. Estamos defendendo apenas um tribunal? Não. Agredir a instituição da Justiça Eleitoral significa hoje colocar em discussão a realização das próprias eleições. Propagar dúvidas afirmando-se que há provas, quando provas não foram apresentadas ou registradas, isso significa ter mais efeitos do que uma crítica exclusivamente política — afirmou Fachin.

O ministro disse ainda que críticas são inerentes ao ambiente da democracia, mas que a imputação de acusações falsas busca tumultuar o ambiente eleitoral e gerar crises.

Para o presidente do TSE, é necessário o respeito às regras das eleições, que estarão a cargo do TSE.

Fonte: O Globo

Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *