Professora da Unifacs é acusada de apologia ao nazismo por estudantes

Alunos da Universidade Salvador (Unifacs) denunciam um suposto caso de apologia ao nazismo feito por uma professora da instituição. O caso teria acontecido na manhã da última terça-feira (15), na sede da Universidade localizada na Avenida Tancredo Neves, em Salvador, durante a aula da disciplina de Comunicação Integrada, do curso de Jornalismo.

De acordo com relato de estudantes, a educadora teria feito uma saudação de cunho nazista durante a aula. À Band News, um aluno, que preferiu não ser identificado para evitar represálias, relatou o ocorrido. “Ela [a professora] estava falando sobre como seriam aplicadas as avaliações, daí uma colega, com dúvida, levantou a mão. A professora viu o gesto da aluna erguendo a mão, e fez a saudação nazista de Hitler”, disse o estudante.

Ele ainda relata que a professora já teve atitudes preconceituosas antes, e que esses comportamentos são recorrentes. “Ela já foi gordofóbica dizendo que [a cantora] Marília Mendonça não faria sucesso por ser gorda e até já falou mal do cabelo da ginasta Rebeca Andrade”, relatou o aluno.

Ele afirma que os colegas têm medo de represálias por parte da professora, até pelo fato da Universidade, de acordo com ele, não ter tomado nenhuma atitude em relação às denúncias anteriores a respeito da conduta da docente. “Infelizmente a Universidade não toma providência nenhuma quanto a isso. Sendo alunos antigos ou novos, não temos condições de bater de frente com ela. A gente não sabe o que pode acontecer e muitos alunos ficam com medo de represálias. A gente fica com as mãos atadas por conta da própria atitude da faculdade de ficar ‘passando pano’, e temos medo da reação dela [a professora] em sala”, afirmou o estudante. Segundo ele, nos últimos dois dias ela não deu as aulas que estavam previstas.

Em nota, a Unifacs afirmou que assim que tomou conhecimento do caso, instaurou um processo administrativo para apuração dos fatos, e reforçou que tal ideologia não condiz com os seus valores. Ao ser questionada sobre se a professora será afastada, a instituição informou que não disponibiliza informações sobre fatos em apuração, em respeito a todos os envolvidos.

Ainda não há informações se o caso já foi denunciado à Polícia. A professora não foi localizada para comentar o caso.

Fonte: Bahia Notícias

Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.