Postos devem exibir preço de combustíveis com duas casas decimais; prazo termina neste sábado

Os postos de combustíveis terão que se adequar a nova regra de exibir o preço dos produtos com duas casas decimais. O prazo para a mudança se encerra neste sábado (7). A mudança foi determinada pela ANP (Postos devem exibir preço de combustível com duas casas decimais), por meio da Resolução nº 858/2021, publicada em novembro do ano passado.

De acordo com o órgão, a mudança visa “deixar o preço do combustível mais preciso e claro para o consumidor, além de estar alinhado com a expressão numérica da moeda brasileira”. Com isso, os preços nos postos deverão ser exibidos tanto no painel de preços quanto nos visores das bombas abastecedoras.

Nova regra não afetará valor final dos preços nos postos

Apesar de retirar uma casa decimal, a ANP avalia que a mudança não implicará no valor final dos preços dos combustíveis, uma vez que a norma não trará “custos relevantes aos revendedores e nem restrições aos preços praticados”.

O preço médio da gasolina no país, atualmente, é de R$ 7,283. A esse preço, um motorista que use 100 litros de gasolina por semana, em um ano, gastará R$ 37.871,60.

De acordo com o G1, sem a última casa decimal, o valor em um ano seria R$ 25,60 menor. Caso os postos resolvam arredondar para cima, para R$ 7,29, no fim de um ano o motorista pagaria R$ 36,40 a mais.

Fonte: BPMoney

Foto: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *