Irritado com avanço lento das forças russas, Putin ‘demite’ oito generais em ação na Ucrânia, diz Kiev

Vladimir Putin dispensou oito generais de alto escalão da Rússia após ficar indignado com o ritmo lento da invasão da Ucrânia.

Oleksiy Danilov, chefe do conselho de segurança da Ucrânia, disse que oito comandantes russos foram demitidos desde o início do conflito em meio a grandes perdas no campo de batalha.

Putin também estaria furioso com os líderes do serviço de segurança do FSB (antiga KGB) por entregarem a ele informações sugerindo que a Ucrânia era fraca, repleta de grupos neonazistas e desistiria facilmente se fosse atacada.

Philip Ingram, ex-oficial sênior da inteligência britânica, disse ao “Times” que Putin está obviamente “muito aborrecido” e culpando suas agências de inteligência pela atual situação, com perda de muitos soldados e equipamentos de guerra.

“Ele os culpa por terem enviado conselhos que levaram à má tomada de decisões na Ucrânia”, disse ele, de acordo com o “Metro”.

A tomada de decisões com informações imprecisas sobre o inimigo levou a Rússia a sofrer muito mais baixas do que o esperado em seu ataque, que já dura duas semanas.

Nos próximos dias, espera-se que a Rússia lance uma grande ofensiva contra Kiev, a capital ucraniana. Moscou teria contratado mercenários sírios para ajudar na missão.

Fonte: Extra Online

 Foto: SPUTNIK / via REUTERS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.