França propõe a Lula pesquisa para definir candidato em SP e evitar disputa com Haddad

O ex-governador de São Paulo Márcio França (PSB), que é pré-candidato ao Palácio dos Bandeirantes, defendeu que ele e o pré-candidato do PT, Fernando Haddad, cheguem a um entendimento para evitar que ambos sejam candidatos em outubro.

França teve uma conversa, nesta terça-feira (22), com o ex-presidente Lula (PT) para tratar da questão de São Paulo, que é um entrave para a federação entre PT e PSB.

O ex-governador levou a Lula sua proposta de que o candidato em São Paulo seja definido a partir de uma pesquisa contratada pelos partidos em maio. Segundo França, Lula ficou de discutir a ideia com Haddad e com a presidente do PT, Gleisi Hoffmann.

“Lula compreendeu os meus argumentos. Naturalmente o PSB e o PT têm uma tendência consolidada de caminhar juntos no Brasil”, disse França.

O ex-governador afirmou acreditar que em São Paulo os partidos também estarão unidos, mas não há ainda um formato definido.

“Acho possível fazer se houver um pouco de boa vontade de cada lado. E eu senti no [ex] presidente [Lula] uma boa vontade de juntar as partes”, completou.

França não deixou claro que papel ele poderia desempenhar na eleição caso a pesquisa em maio confirme o cenário atual, em que Haddad lidera.

Petistas pregam que França seja candidato ao Senado.

Fonte: Bahia Notícias

Foto: Ricardo Stuckert / Marcos Corrêa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.