Daniel Silveira quer lançar mulher, que recebia auxílio emergencial indevidamente, como senadora ou deputada

O valentão Daniel Silveira (PTB-RJ), condenado pelo STF a oito anos e nove meses de prisão em regime fechado, que recorre da decisão em liberdade, quer lançar sua mulher, a advogada Paola Daniel, como candidatao ao senado ou a deputada federal.

Paola é aquela que apesar de ter o cargo de coordenadora de Gestão de Pessoas no Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, do Ministério do Meio Ambiente, recebia auxílio-emergencial. Ela disse que não cancelou o auxílio ao começar a trabalhar porque “era bem complicadinho”. Ah, bom.

Fonte: O Globo

Foto: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *