Chuvas levam chorume do aterro sanitário de Feira de Santana ao Rio Jacuípe, alerta vereador

Com as fortes chuvas que caíram em Feira de Santana nas últimas semanas, o chorume do aterro sanitário foi despejado no Rio Jacuípe, localizado há cerca de três quilômetros do espaço onde os resíduos são decompostos. A informação é do vereador Jurandy Carvalho (PL), que alerta as autoridades competentes para os danos ao meio ambiente e os riscos à saúde de toda a população que consome a água e os peixes do rio. Na sessão desta quinta-feira (10), o parlamentar sugeriu a realização de uma audiência pública na Casa da Cidadania para debater sobre a temática, bem como, defendeu a investigação da empresa Sustentare, responsável pelo aterro sanitário. 

O Rio Jacuípe compõe a barragem Pedra do Cavalo, que é responsável por abastecer sete milhões de pessoas na Bahia, destaca Jurandy. Considerando a proximidade do aterro com o rio, o ex-secretário de Meio Ambiente, o vereador José Carneiro, afirma que “está na hora de promover uma discussão mais ampla para avaliar a possibilidade de acabar com aquilo”.  

Em concordância, os vereadores Correia Zezito (Patriota), Paulão do Caldeirão (PSC) e Ron do Povo (MDB) acrescentaram sobre o forte odor sentido por moradores de bairros adjacentes. Preocupado, o presidente da Comissão de Meio Ambiente da Casa da Cidadania, vereador Pastor Valdemir (PV), afirmou que fará visitas ao  aterro sanitário para averiguar a situação.

Fonte: ASCOM/Feira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.