Após mortes de três PMs no fim de semana, governador da BA diz que estado vai agir com força: ‘sangue frio e muito profissionalismo’

Após a morte de três policiais militares durante o final de semana em Salvador, o governador da Bahia, Rui Costa, falou sobre a situação nesta segunda-feira (9). O governador afirmou que autorizou o uso de força máxima da segurança pública para prender os suspeitos dos crimes.

Em declaração destinada à tropa de policiais, Rui disse que é preciso agir com força, mas pediu profissionalismo.

“Toda operação já acontecendo desde ontem (8). Estamos com policiamento na área. Toda a determinação já foi dada para uso de todos recursos militares especializados. Eu ressalto aqui a mensagem para nossa Polícia Militar: precisamos e vamos agir com força, mas profissionalismo para que os responsáveis por isso sejam capturados”, disse.

“É preciso muito sangue frio e muito profissionalismo na captura desses criminosos e a determinação já foi feita”.

Rui Costa disse que recursos especializados serão utilizados na ação de buscas para encontrar os suspeitos. Ele destacou o poder de fogo dos suspeitos, com forte armamentos.

“Todo recurso disponível da Polícia Militar e da Polícia Civil está sendo usado desde ontem e em breve apresentaremos a captura desses criminosos e dos armamentos, porque as mortes foram realizadas com tiro de fuzil, o que mostra, infelizmente, o poder de fogo desses criminosos”, disse.

Pelas redes sociais, o governador prestou solidariedade para as famílias dos policiais e reafirmou o uso da força máxima nas operações de buscas contra os suspeitos.

“Eu quero prestar a minha absoluta solidariedade e sentimento às famílias dos policiais militares soldados Alexandre José Ferreira Menezes Silva, Shanderson Lopes Ferreira e Victor Vieira Ferreira Cruz”, disse.

“Desde ontem, determinei ao comando da Polícia Militar o uso da força máxima de todas as nossas especializadas, inclusive com helicóptero, para que possamos prender os criminosos que atentaram contra a vida dos nossos policiais”, completou.

Comandante geral diz que PM está de luto

O comandante geral da Polícia Militar da Bahia, coronel Paulo Coutinho, disse que a PM responderá à ação com efetivo máximo. “Todo efetivo da Polícia Militar está envolvido nessa operação por determinação nossa e do governador do estado para que a gente mostre que eles atentaram contra o estado da Bahia e não vamos permitir que isso aconteça”, disse.

O coronel lamentou as mortes e disse que a corporação está de luto. “Na condição de comandante geral, é como se tivesse perdido três filhos, a gente lamenta profundamente. A corporação está enlutada. A sociedade baiana. A gente lamenta sobretudo pela violência como aconteceram essas situações, e nós do coronelato estaremos juntos com a tropa e no final, com certo no final com saldo positivo, mostraremos a esses criminosos que eles não têm vez em nosso estado”, disse.

Morte do soldado Alexandre

O soldado morreu após trocar tiros contra homens armados na Rua Ulisses Guimarães, no bairro de Águas Claras, no final da noite de sábado (7). Ele estava junto com a equipe fazendo rondas na região, quando foram surpreendidos por homens que atiraram na direção da viatura.

De acordo com a PM, ele chegou a ser socorrido para o Hospital Professor Eládio Lasserre (HPEL), na própria viatura, e, em seguida, foi transferido para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu aos ferimentos.

Alexandre Menezes era lotado na 3ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) de Cajazeiras, que prestou condolências à família e amigos dele. O corpo dele foi sepultado no Cemitério da Baixa de Quintas, na tarde de domingo (8).

Dupla é morta após volta de enterro

Os outros dois policiais militares foram mortos na Rua Vereador Zezeu Ribeiro, no bairro da Fazenda Grande I, em Salvador, enquanto voltavam do velório do soldado Alexandre Menezes, na noite de domingo (8). A dupla estava à paisana.

As vítimas são Vitor Vieira Ferreira Cruz e Shanderson Lopes Ferreira. Moradores da região chamaram a Polícia Militar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que prestou atendimento e socorreu os dois PMs para o Hospital Municipal de Salvador, porém, eles não resistiram aos ferimentos.

A PM não detalhou se os dois militares estavam a pé ou de carro. Também não há detalhes sobre as circunstâncias do crime, se houve troca de tiros, tentativa de assalto ou se os policiais foram executados.

Na manhã desta segunda-feira (9), o policiamento está reforçado na região da Fazenda Grande I, Cajazeiras e Águas Claras. O comércio funciona normalmente, assim como o transporte público.

Fonte: G1

 Foto: Reprodução/TV Bahia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.