Após brigas pelo comando do PTB, ex-genro de Roberto Jefferson assume presidência do partido

O PTB elegeu, nesta sexta-feira, o deputado estadual Marcus Vinícius Vasconcelos Ferreira (RJ), o Neskau, como o novo presidente nacional da sigla. O parlamentar assume o lugar de Graciela Nienov, que perdeu o comando do partido após conflitos com o presidente de honra da legenda, Roberto Jefferson.

O PTB está em pé de guerra desde que o ex-deputado federal foi preso, em agosto passado, após fazer ataques aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Jefferson, que chamava Graciela de “filha postiça”, alçou a agora ex-dirigente partidária ao posto. Isso fez com que a filha do ex-parlamentar, Cristiane Brasil, deixasse a legenda acusando Graciela de ter manipulado o pai.

Recentemente, Roberto Jefferson passou a acusar a ex-dirigente de traição, e os novos embates levaram a convocar uma convenção, realizada nesta sexta-feira.

Neskau já era vice-presidente nacional da legenda e comanda o diretório estadual do partido no Rio de Janeiro. Filiado no PTB há mais de 25 anos, o deputado foi casado com outra filha de Roberto Jefferson, Fabiana. Ele foi um dos parlamentares do Rio presos na Operação Furna da Onça, em 2018, mas que tomaram posse mesmo assim por decisão da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Sobre a operação, o deputado disse em nota que a “própria Justiça reconheceu a arbitrariedade da sua prisão”. “O processo no TRF, por conta dos abusos cometidos, foi anulado. O deputado não é réu, e goza de plena liberdade”, completou a nota.

Próximo de Jefferson, Neskau foi eleito por unanimidade entre os presentes na convenção desta sexta-feira. Estavam na reunião 172 membros do PTB, isto é, 78% da sigla.

Ao ser eleito presidente, disse que tem como objetivo aumentar a representação do partido nos estados e no Congresso. Afirmou ainda que vai buscar a união e o diálogo dentro do PTB.

Fonte: O Globo

 Foto: Reprodução Instagram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.